ENFIM ESTAMOS PREOCUPADOS COM O MEIO AMBIENTE. SERÁ?


A cada dia que passa estamos vendo mais nas redes sociais, nos noticiários no Brasil e ao redor do mundo e também nas rodas de conversas muitas iniciativas como essa. Louvável, sem dúvida!

Surgem alternativas de reúso do lixo que nós mesmos geramos, mas estamos ainda muito distantes de sermos eficazes e acima de tudo, eficientes: são ações tímidas, quase sempre isoladas e sem muita ajuda. Essa imagem mostra uma boa postura, no entanto o que fazer com esse lixo coletado?

A questão passa muito mais pela educação que quase sempre não recebemos desde criança.

O meio ambiente nos parecia inatingível, havia abundância de mares limpos, espaços imensos para serem chamados de “lugar de lixo”. Continuamos em nossas zonas de conforto e não demos atenção aos pedidos de socorro de nosso Planeta.

Os sinais de um possível transbordamento são iminentes: lixo de toda espécie, sucatas, venenos gerados nesse descarte. Nossa saúde está sendo comprometida cada vez mais.

E o que fazemos? Aguardamos que os Governos façam por nós o que é nosso dever? São os únicos culpados? Nesse último carnaval, se viu o contrário: a culpa é da população, e muito!


Mas sabe-se que há também uma parcela de culpa por parte dos Estados e Municípios que pouco ou nada fazem, ou fazem o errado nas suas conveniências. Não há estrutura nem mesmo com o Plano de Resíduos Sólidos, publicado em 2010, até hoje sem uma aplicação correta. Mascaram a solução para não serem punidos na forma da lei. Já há muitas denúncias em evidência. Aterro sanitário não é solução!!

“No entanto, temos muitas pessoas, empresas e empresários bastante preocupados em dar uma solução definitiva a esses problemas e precisamos dar atenção a eles”, é o que afirma Paulécio Alves, diretor Presidente da Federação do Elo Social em Alagoas, uma das ONGs do Grupo INER.

“O Grupo INER vem se preparando desde antes de 2010, em buscar soluções”, esclarece Paulécio. “E elas foram encontradas!”, nos afirma. “Priorizam, além da promoção de um descarte correto e alternativas de reuso de 100% do lixo gerado pela população, como também focam num despertar maior e urgente dessa consciência ambiental que tanto precisamos”.

“O projeto LIXO ZERO SOCIAL 10 está pronto e será implantado em todos os Estados do Brasil e, uma grande parte da população terá oportunidade de melhorar suas vidas, de forma digna”, conclui Paulécio Alves.



Fonte: (texto elaborado por Heloísa M. de Lima e Souza. E revisado por Égide Amorim)

392 visualizações2 comentários

Diretoria de Implantação de Projeto:

Rua Cecília Bonilha nº 145, São Paulo - Capital - (Sede Própria) Telefone: +55 (11) 3991-9919 Todos os Direitos Reservados​ © 2018

"Movimento Passando o Brasil a Limpo"