DIRETOR ESTADUAL DE BRASÍLIA FAZ PRONUNCIAMENTO BRILHANTE

Atualizado: 29 de Set de 2019


Robertyman Leury Soares Ribeiro (Bobe), diretor estadual do FES-DF – Federação do Elo Social do Distrito Federal – e também diretor de eixo dos Cursos Vivenciais, fez uma leitura perfeita em relação à participação dos diretores estaduais, seccionais e regionais. Seria interessantíssimo todos os diretores do Brasil ouvir esses áudios.

A única maneira de aprender a gostar de ler, é lendo, e por ouvir os áudios e assistir aos vídeos fica muito mais fácil entender o complexo projeto denominado “Lixo Zero Social 10”. Precisamos assumir a responsabilidade de fazer diferente, afinal, estamos substituindo o governo naquilo que ele não consegue fazer, mesmo tendo como arrecadação a maior carga tributária do mundo.

Pode parecer fácil sentar-se em uma cadeira e passar a atender pessoas, mas a realidade é outra e a responsabilidade também. Não basta ter seu salário creditado em conta no final do mês, tem que fazer por merecê-lo, afinal estamos trazendo para nós uma responsabilidade que nosso governo não vem conseguindo. O desconhecimento do brasileiro acerca de cidadania é o nosso maior obstáculo, mas será vencido com os cursos obrigatórios de cidadania que iremos exigir a todos os participantes do projeto como beneficiários, e para isso, todos os integrantes precisam ter poder de convencimento da real necessidade de saberem mais sobre os seus direitos.

Existem pessoas que não sabem o que querem e nem para onde estão indo, e por isso acabam não percebendo quando o resultado chega.

A 29 anos atrás, nosso projeto era um projeto futurista, e os participantes tinham que enxergar muito adiante para poder participar. Ocorre que isso já foi superado e hoje nosso projeto é uma realidade, e como tal, não pode manter em seus quadros pessoas que não enxergam sequer o presente, pois certamente não passarão nem na primeira fase do contrato de experiência.

Dada a ansiedade natural de quem está participando de um projeto desse tamanho e magnitude, temos dentre nós integrantes que podem estar achando o processo lento e demorado, porém, são integrantes que não estão acompanhando no dia a dia a evolução dos trabalhos através das matérias postadas em nossos portais, nem tão pouco ouvindo os áudios diariamente publicados nos grupos.


O áudio abaixo foi feito especialmente para Alagoas.

Não temos como forçar ninguém a fazer isso, mas temos como escolher quem vai permanecer, e isto se dará durante os primeiros 30 dias de vigência do contrato de experiência e treinamento e durante os próximos 30 dias de sua prorrogação, no campo de trabalho, e aí sim saberemos quem acompanhou o projeto e fez sua lição de casa.

Nosso termômetro é a visualização das matérias nos portais estaduais, e já de antemão poderemos afirmar o numero de vagas que acabará sobrando para pessoas que irão prestar o concurso, mesmo porque, no concurso cairão perguntas única e exclusivamente sobre nosso trabalho.



Fonte: Site Programa Social do Cidadão.


323 visualizações1 comentário

Diretoria de Implantação de Projeto:

Rua Cecília Bonilha nº 145, São Paulo - Capital - (Sede Própria) Telefone: +55 (11) 3991-9919 Todos os Direitos Reservados​ © 2018

"Movimento Passando o Brasil a Limpo"